Explora Grenada: A Ilha das Especiarias

Fort George, GrenadaMelanie Martins, Fort George, GrenadaGrenadaFort George, GrenadaGrand Etang National Park, GrenadaView from Fort George, GrenadaGrand Etang National ParkLady selling spicy necklaces and Melanie MartinsMelanie Martins, Grand Etang National Park, Grenada

Perto da Venezuela, numa sossegada região das Caraíbas situa-se uma ilha com algumas das águas mais límpidas, com os habitantes mais amáveis e com o mais celebrado peixe frito. Mas o encanto de Grenada vai muito para além das suas gloriosas cascatas, florestas tropicais e das suas 45 praias de areia branca. A Ilha da Especiaria (apelido esse devido à enorme produção de noz-moscada e macis, sendo uma das maiores exportadoras a nível global) oferece uma enorme variedade de aromas e alimentos saborosos, e não importa quantas vezes a visitas, encontrarás sempre novos pratos para te deleitares.

Aqui encontrarás não só a melhor praia da região, Grand Anse, como também perfumadas plantações de especiarias, às quais seguramente te irão encantar!

Tempos Franceses

Em 1649, Jacques du Parquet liderou uma expedição francesa nesta região, resultando num conflito imperialista com os nativos da ilha que se prolongou até 1654, quando os franceses tomaram o controlo por completo. Grenada foi cedida à Grã-Bretanha através do Tratado de Paris em 1763 e tornou-se oficialmente independente em 1974.

A Beleza de Grenada

Juntamente com a sua paisagem luxuriante e os seus locais naturais de tirar o fôlego,  a sua atmosfera discreta e sossegada dá-nos uma verdadeira experiência tropical sem estarmos repletos de turistas à volta. Grenada é, sem dúvida alguma, um dos segredos mais bem guardados entre os viajantes e exploradores. Com uma paisagem cinematográfica, a beleza e a energia da ilha são não só sagrados pelos seus exploradores mas também acarinhados por todos os que a visitam. Se o Caribe é um paraíso tropical, então, Grenada é a mais etérea das ilhas.

O Que Fazer, Comer, Comprar

O Que Fazer: Comecei por visitar o Fort George. Essa estrutura mudou de nome 4 vezes. Começou como Fort Royal (1666 pertencendo aos franceses), tornando-se Fort George (1784-85 sob controlo inglês) e de seguida, Fort Rupert (durante a revolução de Grenada), por fim o nome Fort George foi-lhe restituído. Deslumbra-te com a magnifica vista para a entrada do porto de Granada figurando os canhões e os paquetes brancos.

De seguida, fomos ao Parque Nacional Grand Etang que oferece kms de trilhas e paisagens. Caminha pela trilha do lago que oferece uma vista panorâmica para a exuberante floresta verde e para as águas cristalinas do lago proveniente da cratera do vulcão extinto.

Não te esqueças de explorar os jardins e as plantações de especiarias, pois são um Must em Grenada. Inala o cheiro da canela, cacau e cravo no histórico Dougaldston Spice Estate ou visita a Estação de noz-moscada Gouyave para seu “ouro negro”. Pára na Annandale Falls: as cascatas mais altas (9m de altura) mais pitoresca e exuberante da ilha onde a água cai num recinto com profundidade suficiente para um mergulho. Aliás, habitantes locais (provavelmente desportistas, atletas ou semelhante) saltam desde o topo da cascata para mergulhar no recinto em troca de uma gorjeta.

Por fim, terminamos o dia em Grand Anse, a cidade mais turística de Grenada, com inúmeros resorts, restaurantes e uma vida noturna bastante agitada, onde se encontra a famosa praia do mesmo nome, de água turquesa e areia branca.

Se estiveres apta para um caminhada (apta para uma longa caminhada), então vai para Morne Rouge, que se encontra na ponta de Grand Anse, esta praia está longe dos resorts e turistas, sendo, sem dúvida, de longe, a melhor! A água é tão clara que vês os dedos dos pés sem problemas! (mais informações e shooting em Grand Anse & Morne Rouge nos próximos posts! Fica atento/a!)

O Que Comer:  Grenada é repleta de tesouros culinários regionais. Para provar alguns dos seus sabores tradicionais, considera o prato nacional do Grenada intitulado  “óleo baixo”. Este prato consiste numa fusão saudável de carne e legumes cozidos em leite de coco e especiarias locais.

A maioria dos restaurantes aqui preparam pratos com produtos frescos cultivados na região e com bastante especiarias, assim podes ter a certeza que irás provar sabores genuínos da ilha. Para o teu almoço, pede como entrada uma sopa callolon (uma sopa tradicional da Grenada), de seguida, para o teu prato principal, encomenda um “roti”, frango com curry e vegetais envolvidos numa massa cozida.

Para os sabores do mar, encomenda algumas conchas “lambi” ou então lagosta se estiveres na temporada de Setembro a Abril.

O Que Comprar: Se não trouxeres especiarias de Grenada, então faltaste sem dúvida qualquer coisa. Além das especiarias, considera comprar o localmente crescido e mundialmente famoso rum, as barras de cacao ou ainda a baunilha.

Para transportar especiarias no aeroporto e passar a alfândega, tens que as manter num recipiente selado e abri-lo unicamente quando chegares a casa. As lojas estão geralmente abertas das 08:00 às 16:00 durante a semana e das 08:00 às 13:00 ao sábado.

Espero que este pequeno guia essencial te tenha dado uma visão geral sobre Grenada. Conhecias a ilha? Já lá estiveste? O que achaste?

Se conhecias a ilha, fica à vontade para acrescentar alguma recomendação que possa ser util para os nossos leitores, ou um comentário sobre o que achaste do artigo e da ilha 🙂

Ficarei muito encantada de os ler e responderei com todo o gosto.

Desejo-te tudo de bom! Até breve!

Beijinhos, Melanie

Creditos
Autor: Melanie Martins
Fotografia: Diogo Novo

You may also like

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *